recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    setembro 2006
    S T Q Q S S D
    « abr   out »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

    Zé da Conceição

    Minha palhoça

    Juracy

    Gago apaixonado

    Faustina

    Conversa de botequim

    Sobre as músicas que não tocam mais ...

    Aí é que são elas

    Nosso Sinhô do Samba - Parte 9

    Ouvindo Alda Verona

    Mais fotos

>Ellen de Lima

Posted by everbc em 14/09/2006

>

Ellen de Lima (Helenice Teresinha de Lima), cantora, nasceu em Salvador/BA em 24/03/1938. Seguiu para o Rio de Janeiro RJ com dois anos de idade. Começou a carreira no programa de César de Alencar, destinado à descoberta de novos cantores, aparecendo ainda no programa Alvorada dos Novos, da Rádio Mayrink Veiga.
Interpretou os sucessos de Ângela Maria no programa Aí Vem o Sucesso, e em 1954 foi contratada pela Rádio Mayrink Veiga para apresentar-se no Rio de Janeiro e em São Paulo SP, onde residiu por dois anos.
Tornou-se artista da Columbia e lançou ainda em 1954 seu primeiro disco a convite do maestro Renato de Oliveira, com o samba-canção Até você (Armando Nunes) e o slow-fox Melancolia (Allain Romans, versão do Capitão Furtado).
Em 1957 trocou a Mayrink Veiga pela Nacional, do Rio de Janeiro, onde alcançou o auge de sua carreira, fazendo sucesso com o bolero Vício (Fernando César), gravado pela Columbia no seu primeiro LP, Só Ellen, que incluía também o bolero Mente, do mesmo compositor.
Fez várias aparições em programas de televisão, passando depois a atuar quase exclusivamente em boates. Em 1963, gravou o LP Ellen de Lima, selo Chantecler, com Nós (Malgoni e Pallesi, versão de Júlio Nagib) e Leva-me contigo (Dolores Duran).
Três anos depois, pela mesma gravadora, lançou Ellen… canta!, destacando-se Na paz do seu olhar (João Melo) e Você é todo mal que me faz bem (Umberto Silva e Paulo Aguiar). Seu LP Ellen de Lima, lançado pela Odeon em 1969, incluía Cante, cante (Tito Madi) e Somente porque te amo (Leci Brandão).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: