recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    julho 2007
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

    Zé da Conceição

    Minha palhoça

    Juracy

    Gago apaixonado

    Faustina

    Conversa de botequim

    Sobre as músicas que não tocam mais ...

    Aí é que são elas

    Nosso Sinhô do Samba - Parte 9

    Ouvindo Alda Verona

    Mais fotos

>O neguinho e a senhorita

Posted by everbc em 23/07/2007

>

Noel Rosa de Oliveira

O “Noel” e o “Rosa” do Noel Rosa de Oliveira fazem parte de seu nome verdadeiro, não sendo, como poderia parecer, uma homenagem a Noel Rosa. Também compositor, esse outro Noel pertence ao morro do Salgueiro, onde nasceu em 15 de julho de 1920, quando o xará de Vila Isabel tinha apenas nove anos. Aliás, ali nasceu, viveu e aprendeu, pois foi o Salgueiro que lhe deu notoriedade.

Embora com um sucesso no carnaval de 49 (“Falam de Mim”), ele realmente só se projetaria fazendo para os Acadêmicos do Salgueiro sambas-enredo como “Quilombo dos Palmares” (com Nescarzinho e Valter Moreira, em 60) e “Chica da Silva” (com Nescarzinho, em 63). Esses dois sambas abriram-lhe as portas da mídia, dando-lhe oportunidade de aparecer e gravar suas músicas, entre as quais “O Neguinho e a Senhorita”, a primeira a levá-lo às paradas, cantada por Noite Ilustrada.
Uma composição ingênua, este samba descreve o romance do Neguinho com a filha da madame” (“O Neguinho gostou da filha da madame / que nós tratamos de Sinhá”), um caso de preconceito racial leve, com final feliz, pois, à revelia de madame, “senhorita foi morar lá na colina com o Neguinho que é compositor”, e até acabou se tornando “rainha da escola”.
Noel Rosa de Oliveira, que morreu em 18.3.88, emplacou novo sucesso na trilha do “Neguinho”, a batucada “Vem Chegando a Madrugada” (com Zuzuca), desta vez na voz de Jair Rodrigues (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

O neguinho e a senhorita – (samba, 1965), Noel Rosa de Oliveira e Abelardo Silva

E
O Neguinho gostou da filha da Madame
C#7 F#m
Que nós tratamos de sinhá
B7
Senhorita também gostou do Neguinho
Mas o Neguinho não tem dinheiro pra
E
Gastar
C#7
A Madame tem preconceito de cor
F#m
Não pôde evitar esse amor
A B7 E
Senhorita foi morar lá na Colina
F#m B7 E
Com o Neguinho que é compósito
A B7 E
Senhorita foi morar lá na Colina
F#m B7 E
Com o Neguinho que é compósito
O Neguinho gostou da filha da Madame
C#7 F#m
Que nós tratamos de sinhá
B7
Senhorita também gostou do Neguinho
Mas o Neguinho não tem dinheiro pra
E
Gastar
C#7
A Madame tem preconceito de cor
F#m
Não pôde evitar esse amor
A B7 E
Senhorita foi morar lá na Colina
F#m B7 E
Com o Neguinho que é compósito
A B7 E
Senhorita foi morar lá na Colina
F#m B7 E
Com o Neguinho que é compósito
F#m B7 E
Senhorita ficou com nome na história
G# C#m
E agora é a rainha da escola
A Am
Gostou do samba e hoje vive muito
E
Bem
F#m B7 E
Ela devia nascer pobre também
A Am
Gostou do samba e hoje vive muito
E
Bem
F#m B7 E
Ela devia nascer pobre também
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: