recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    agosto 2007
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

A voz do violão

Posted by everbc em 12/08/2007

Em julho de 28, a Companhia Trololó, de Jardel Jercolis, estreou no Teatro Carlos Gomes, no Rio de Janeiro, a revista Não É Isso Que Eu Procuro. Muito ruim, a peça saiu logo de cartaz, deixando, porém, uma canção, “A Voz do Violão”, da maior importância no repertório de seu criador, Francisco Alves. Esta composição nasceu quase por acaso, a partir de uns versos de Horácio Campos, libretista da peça, que chegaram ao conhecimento de Chico através de Jardel. Entusiasmado com o poema, o cantor pegou o violão e só sossegou quando dias depois aprontou a melodia, por sinal muito boa.

Aliás, em que pese o fato de ter comprado sambas no início da carreira, Francisco Alves deixou algumas boas canções realmente de sua autoria. “A Voz do Violão” foi gravada comercialmente por Alves quatro vezes: a primeira na Parlophon, em 1928, e as três seguintes na Odeon, sendo a última em 1951. Há ainda uma quinta gravação, realizada num programa da Rádio Nacional que foi editada em disco pela empresa Collector’s.

A voz do violão (valsa-canção – 1928)—-clique para ouvir amostra da música

– Francisco Alves e Horário Campos

————E ————B7————– E——- D7(3a.casa)Db7———– Gbm
Não queiras, meu amor, saber da mágoa/Que sinto quando a relembrar-te estou
—–A ————–Ebo —-B7 ———-E—— D7—— Db7
Atestam-te os meus olhos rasos d’água
——Gb7 ————B7———-=- E
A dor que a tua ausência me causou.

—–E ———-B7————- E———D7————— Db7————– Gbm
Saudades infinitas me devoram, / Lembranças do teu vulto que . . . nem sei!
————A ——-Eb0—– B7—– E D7Db7 ——Gb7——– B7———– E
Meus olhos incessantemente choram /—- ——As horas de prazer que já gozei

——-Ab7———————— Dbm——– Gb7———– B7—— E
Porém neste abandono interminável / No espinho de tão negra solidão
———D7———– Db7——— Gb7 ———–Ebo———- B7———- E
Eu tenho um companheiro inseparável /—- Na voz do meu plangente violão

——–E ———B7————- E——- D7 ———Db7———- Gbm
Deixaste-me sozinho e lá distante, / Alheio à imensidão de minha dor,
——–A ———Ebo—- B7 —————–E D7 Db7 ——-Gb7——– B7—— E
Esqueces que ainda existe um peito amante / Que chora o teu carinho sedutor

——–E—————- B7——— ED7————- Db7——- Gbm
No azul sem fim do espaço iluminado / ——Ao léo do vento se desfaz
——–A ——Ebo—– B7——- E D7 Db7 ———-Gb7———- B7——— E
A queixa deste amor desesperado /——- Que o peito em mil pedaços me desfaz
(estribilho)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: