recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    janeiro 2008
    S T Q Q S S D
    « dez   jan »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Twitter

Archive for 7 de janeiro de 2008

Branca

Posted by everbc em 07/01/2008

“Aurora”, “Branca” e “Elza” são os nomes femininos que intitulam três das mais conhecidas valsas de Zequinha de Abreu. Dessas, pelo menos “Branca” seria inspirada por uma musa verdadeira, a jovem Branca Barreto, filha do chefe da estação ferroviária de Santa Rita do Passa Quatro, terra do compositor.
Conta João Bento Saniratto – amigo de Zequinha, citado por Almirante num artigo publicado em O Dia – que a valsa foi composta de improviso, na presença de um grupo que conversava à porta do Grêmio Literário Recreativo. Como na ocasião a moça passasse pelo local, o autor (que era seu admirador) resolveu homenageá-la na composição.
“Branca” é uma bela valsa sentimental, de melodia triste, uma característica predominante na música de Zequinha de Abreu. Composta por volta de 1918, ganhou popularidade a partir de 1924, quando teve a sua primeira edição. Mas, ao que se sabe, somente seria gravada em 1931, no mesmo disco que lançou o Tico Tico no Fubá. Tem uma letra de Duque de Abramonte (Décio Abramo), embora seja uma valsa essencialmente instrumental.
Branca – Zequinha de Abreu e Duque de Abramonteclique para ouvir amostra da música

Am————————– A7——- Dm
Há tempos que a vi / Que eu a conheci
———————–Am
Ela era linda, um primor, de amor
—–B7—————— E7
Misto de estrela e de flor
Am ———————-A7———— Dm
Mas também sofreu / Eu sei vou contar
———————Am ——–E7——- Am
Pois li naquele olhar, / Cansado de chorar

E7 ———————–Am
De tarde ao chegar / Os trens um a um
——–E7————————- Am
Ela viu desembarcar / Um estranho tentador
E7———————– Am —————A7
Vi Branca cismar / Num sono de amor
———–Dm——— Am ———E7——– Am
Ficou logo apaixonada / Do mancebo tentador

C———— G7———————— C
Mas essa flor / Não sentiu florir o amor
———————G7 ————————–C—- G7
Nunca o sentiu florir / Porque ele teve que partir
C————— G7————————— C—- C7
Viu-o embarcar / Como um dia após o amar
F—— Fm C A7 ——————D7 —-G7
E nunca mais / —-Sentiu o puro amor
——————–C
Do jovem tentador

Posted in Sem categoria | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Balada Número 7- Mané Garrincha

Posted by everbc em 07/01/2008

Moacir Franco

Balada n.º 7 (Mané Garrincha) (1971) – Alberto Luiz

Tom: Am
  Am                                   Dm
Sua ilusão entra em campo no estádio vazio
G7 C
Uma torcida de sonhos aplaude talvez
Dm Am
O velho atleta recorda as jogadas felizes
F E7
Mata a saudade no peito driblando a emoção
Am                                     Dm
Hoje outros craques repetem as suas jogadas
G7 C
Ainda na rede balança seu último gol
Dm
Mas pela vida impedido parou
Am
E para sempre o jogo acabou
Am/G Am/Gb F
Suas pernas cansadas correram pro nada
E7
E o time do tempo ganhou
  A         E7
Cadê você, cadê você, você passou
A
O que era doce, o que não era se acabou
D
Cadê você, cadê você, você passou
Am E7 Am
No vídeo tape do sonho, a história gravou.
 Am                                            Dm
Ergue os seus braços e corre outra vez no gramado
G7 C
Vai tabelando o seu sonho e lembrando o passado
Dm
No campeonato da recordação
Am
faz distintivo do seu coração
Am/G Am/Gb F
Que as jornadas da vida, são bolas de sonho
E7
Que o craque do tempo chutou

Posted in Sem categoria | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Helena, Helena, Helena

Posted by everbc em 07/01/2008

Helena, Helena, Helena – Alberto Land

————–A7+ ———————-Abm7
Talvez um dia / Por descuido ou fantasia
Db7—————— Gbm ————————Em7
Helena, Helena, Helena / Nos meus braços debruçou
————–A7————- D7+————————– Dm7
Foi por encanto ou desencanto / Ou até mesmo por meu canto, por meu pranto
—————Db7————————– Gb7
Ou foi por sexo / Ou viu em mim o seu reflexo
—————————-B7 ————————–Bm7
Ou quem sabe uma aventura / Ou até mesmo uma procura
E7—————————– A7+—- E5+ ——————————A7+
Pra encontrar um grande amor /———– Mas hoje eu sei / Eu sei que um dia
——————Abm7 —–Db7 ——————–Gbm
Por faltar telefonema / Helena, Helena, Helena, Helena
————————-Em7———— A7 ——-D7+
Nos meus braços pernoitou / Foi por um caso / Ou por acaso
————————–Dm7———————— Db7
Ou até mesmo por costume / Pra sentir o meu perfume
—————————Gb7 ———————-B7
Dar seu corpo num programa / Dar amor por um programa
————————Bm7 ———-E7———- A7+ ——-E5+
Hoje vai e nem me chama / Um adeus é o que deixou
————–A —————————–Abm7——– Db7
Talvez um dia / Por esperança ou ser criança, deixei
————-Gbm———————— Em7——– A7
Helena, Helena / Com seus braços me guiar
————————–D7+ ———————–Dm7
Fui sem destino tão menino / E hoje eu vejo o desatino
—————————Db7———————— Gb7
Estou perdido numa estrada / Peço ajuda a quem possa
—————————-B7————————- Bm
Tanto amor pra dar de graça / Todo mundo acha graça
———E7———– AE5+ ———A7+—————– Abm7
Deste fim que me levou / ——Maria Helena e seus homens de renome
———-Db7——– Gbm————— Em7———— A7 ————-D7+
Entre eles fez seu nome/Entre eles se elevou / Foi sem amor, foi sem pudor
——————————–Dm7—————– Db7
Mas hoje entendo um jeito desses / Pra salvar seus interesses
————————-Gb7——————— B7
Dar seu corpo custa nada / E com ar de apaixonada
———————–Bm7 ———E7——- A7+—— E5+
Em suas rodas elevadas / Seu destino assegurou
————–A7+ ————–Abm7—– Db7———— Gbm
Talvez um dia / Por desejo de poesia / Helena, Helena, Helena
————————Em7 ————-A7 ———-D7+
Talvez queira dar a mão / Talvez tão tarde, até em vão
———————————-Dm7——————– Db7
Quem sabe eu tenha um rumo à vista / Ou quem sabe eu nem exista
———————–Gb7 —————————B7
Ofereço este meu canto/ A qualquer preço / A qualquer pranto
——————Bm7———– E7 ————–A7+
Não quero o amor / Não se discute / Eu procuro quem me escute

Posted in Sem categoria | Etiquetado: | Leave a Comment »