recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    fevereiro 2011
    S T Q Q S S D
    « abr   mar »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

    Esther de Abreu, o Rouxinol de Coimbra

    Neusa Maria, a Rainha do Jingle

    Nora Ney, a Iracema da Voz de Mel

    Carmélia Alves, a Rainha do Baião

    Adelaide Chiozzo provoca desastres ...

    Ângela Maria, a Revelação de 1952

    Zé da Conceição

    Minha palhoça

    Juracy

    Gago apaixonado

    Mais fotos

Zé Rodrix

Posted by everbc em 25/02/2011

ze rodrix

Zé Rodrix (José Rodrigues Trindade), compositor, instrumentista e cantor, nasceu no Rio de Janeiro RJ em 25/11/1947, e faleceu na cidade de São Paulo, em 22/5/2009. Iniciou-se em música com o pai, mestre-de-banda em Rio de Contas BA. De 1953 a 1963 estudou teoria, solfejo e acordeom no Conservatório Musical do Rio de Janeiro e harmonia e contraponto na E.N.M.U.B. Tocava piano, órgão, acordeom, flauta, sax-alto, trompete e ocarina.


Descoberto e incentivado por Aloysio de Oliveira, em junho de 1966 organizou com Ricardo Sá, David Tygel e Maurício Mendonça, o quarteto vocal Momento-4, tornando-se, então, profissional. Nesse mesmo ano, escreveu a primeira composição, o maxixe Glória, gravado em setembro de 1966 em compacto duplo da Philips, pelo Momento-4.

Com o conjunto, apresentou-se no III FMPB, da TV Record, de São Paulo SP, em 1967, acompanhando Edu Lobo, Marília Medalha e Quarteto Novo em Ponteio (Edu Lobo e Capinam). Em outubro de 1968, após a gravação de um LP para a Philips, o grupo se desfez.

De dezembro de 1969 a julho de 1971, integrou o conjunto Som Imaginário, com o qual, além de shows e gravações individuais, acompanhou Gal Costa, no show Deixa sangrar (1971), e Milton Nascimento, em shows e no LP Milton (Odeon).

Em 1971 obteve sucesso com seu rock-rural Casa no campo (com Tavito), classificado em primeiro lugar no Festival de Juiz de Fora MG e gravado por Elis Regina. Em dezembro desse ano, passou a integrar o trio Sá, Rodrix e Guarabira, com o qual gravou, na Odeon, os LPs Passado, presente, futuro e Terra, cujo maior sucesso foi Hoje ainda é dia de rock, de sua autoria.

Em fins de 1973, desligou-se do trio e gravou LP solo, Primeiro acto (Odeon), lançando, no ano seguinte, outro LP, Quem sabe, sabe; quem não sabe, não precisa saber, acompanhado por seu novo conjunto Agência de Mágicos. Ainda em 1973, obteve sucesso com O espigão e Corrida do ouro, temas de novelas da TV Globo.

Em 1974 apresentou-se em show no Teatro Bandeirantes, de São Paulo. Em 1982 tornou-se membro do grupo satírico-musical Joelho de Porco. Produziu vários jingles, à frente do estúdio de gravações e produções A Voz do Brasil, em sociedade com Tico Terpins.

Em 1994 voltou a reunir-se com Sá e Guarabira, participando de um LP da dupla, gravado na Eldorado. Também realizou trabalhos para cinema e teatro.

Obras

Casa no campo (c/Tavito), 1971; Corrida do ouro, 1973; O espigão, 1973; Hoje ainda é dia de rock, 1972.

CD

Primeiro acto, 1997, Savalla EMP 001.

Fonte: Enciclopédia da Música Brasileira: erudita, folclórica e popular. São Paulo, Art Ed., 1977. 3p.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: