recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    abril 2017
    S T Q Q S S D
    « maio    
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

    Zé da Conceição

    Minha palhoça

    Juracy

    Gago apaixonado

    Faustina

    Conversa de botequim

    Sobre as músicas que não tocam mais ...

    Aí é que são elas

    Nosso Sinhô do Samba - Parte 9

    Ouvindo Alda Verona

    Mais fotos

Archive for the ‘getulio macedo’ Category

>Covarde

Posted by everbc em 23/10/2006

>Covarde (bolero, 1958) – Getúlio Macedo e Lourival Faissal

Covarde, eu sei que sou covarde
em não fazer alarde do amor que sinto por ti
Covarde, é triste a realidade
E o medo que me invade
Quando chego perto de ti

Covarde, talvez já seja tarde
Mas a arma de um covarde é renunciar
Como o calor que se afasta pro vento passar
Igual a sombra que morre se a luz não brilhar
Um covarde, assim como eu,
Não deve amar.

Covarde talvez já seja tarde
Mas a arma de um covarde é renunciar
Como o calor que se afasta pro vento passar
Igual a sombra que morre se a luz não brilhar
Um covarde, assim como eu,
Não deve amar.

Um covarde,
Não deve amar.

Posted in bolero, cronologia da mpb, getulio macedo, letra, lourival faissal | Leave a Comment »

>A canção do Jerônimo

Posted by everbc em 23/10/2006

>

A canção do Jerônimo (toada, 1954) – Getúlio Macedo e Lourival Faissal

Quem passar pelo sertão
Vai ouvir alguém falar
No herói desta canção,
Que eu venho aqui cantar.

Se é pro bem vai encontrar
Um Jerônimo protetor
Se é pro mal vai enfrentar
Um Jerônimo lutador.

Filho de Maria Homem, nasceu
Serro Bravo foi seu berço natal
Entre tiros e tocaias cresceu
Hoje luta pelo bem contra o mal.

Galopando está em todo lugar
Pelos pobres a lutar sem temer
Com o moleque Saci pra ajudar
Ele faz qualquer valente tremer.

Quem passar pelo sertão
Vai ouvir alguém falar
No herói desta canção,
Que eu venho aqui cantar.

Se é pro bem vai encontrar
Um Jerônimo protetor
Se é pro mal vai enfrentar
Um Jerônimo lutador.

Posted in getulio macedo, letra, lourival faissal | Leave a Comment »

>Aliança

Posted by everbc em 23/10/2006

>Aliança (bolero-mambo, 1961) – Getúlio Macedo

A aliança,
Que tú devolveste
Trazendo um bilhete
Dando fim ao nosso amor
Aliança
Pois faltava um dia
O casamento sería
Nosso sonho de amor.

A aliança
Porque recusaste
Se num gesto jogaste
Meu orgulho no chão.
Nada representava
Nosso namoro e o noivado
Porque mais tarde deixavas
Tua aliança de lado
Entrego à Deus pra te julgar
Se mereces castigo
Peço a Deus pra te perdoar.

Posted in getulio macedo, letra | Leave a Comment »