recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    setembro 2017
    S T Q Q S S D
    « maio    
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

Archive for the ‘valsas’ Category

Nancy

Posted by everbc em 08/01/2008

Nancy (valsa) – 1933 – Luiz Lacerda e Bruno Arelli

(D)
Busquei ansioso um pensamento
———–Em
Que pudesse traduzir
—————-A7
O que minh’alma fez por ti
—————–D
Dentro em meu peito assim senti
Tudo que pode oferecer
———–D7 ————G
A alma que vibra em mim
————–Ab°——— D
É uma canção que idealizei
———-E7 —–A7—– D—- A7/5+
Para poder cantar assim
——D ——————–Em
Ouve esta canção que eu fiz
—————-A7
Pensando em ti

——Em——– A7—–—- D
É uma veneração, Nancy
—————Em—— A7
Somente poderia a musa traduzir
———Em———– A7
Um nome que é poesia
——-D ——D7
Nancy
G——- Ab°——— D
É a mais linda história de amor
————-D7
Que conheci
——G——– Ab°D ———B7
Quando o teu nome assim eu repeti
Em—– A7 ——D—– A7
Nancy, Nancy, Nancy

——D
Ouve esta canção
——————Em————- A7
Que eu mesmo fiz pensando em ti
——Em ——–A7 —–D Gm D
É uma veneração, Nancy

Anúncios

Posted in valsas | Etiquetado: , , | 1 Comment »

Mais uma valsa, mais uma saudade

Posted by everbc em 09/09/2007

Mais uma valsa, mais uma saudade (valsa) – 1937
Lamartine Babo e José Maria de Abreu

—–D —————————–
Mais uma valsa / Mais uma saudade
———-D——- Eb°—– A7
De alguém que não me quis
Em—————————- Bb7 A7——- Em A7/5+—- D
Vivo cantando a sós pela cidade /——- Fingindo—- ser—- feliz

D7 —————————–G——– E7
Fiz das lembranças uma coleção nem sei
———————————-Em—— A7
Quantas palavras no meu coração gravei
—–D ————————-C7 B7
Mais uma valsa / Mais uma saudade
——-Em———– A7 ———D
Saudade que nos vem de alguém

Posted in lamartine, músicas 1931-40, valsas | Etiquetado: | Leave a Comment »

Lábios que beijei

Posted by everbc em 04/09/2007

É em 1937 que Orlando Silva Orlando Silva se impõe como cantor, igualando-se aos maiores rivais. Para isso, concorre decisivamente sua gravação de “Lábios que Beijei”, valsa de enorme sucesso num ano pródigo no gênero.
O disco que tinha na outra face o samba Um juramento falso, a composição jamais encontrou outro intérprete tão perfeito quanto Orlando, então com 22 anos. É tamanha sua integração na história-ação, que se poderia simbolicamente considerá-lo parceiro na autoria de Cascata e Azevedo. Aliás, essa dupla deve boa parte de seu êxito a que lançou várias de suas músicas. O disco inicial de “Lábios que Beijei” com arranjo de Radamés Gnattali, destacando o naipe de cordas, movendo esse tipo de orquestração, que se tornaria a partir de então obrigatória na gravação do repertório romântico brasileiro.

Lábios que beijei (valsa) – 1937 – J. Cascata e Leonel Azevedo

  D           G7          D               B7
Lábios que beijei / Mãos que afaguei
Em A7 D A7
Numa noite de luar, assim,
D E7 A Gb7
O mar na solidão bramia / E o vento a soluçar, pedia
Bm E7 A7
Que fosses sincera para mim.
   D     G7        D                   B7
Nada tu ouviste / E logo que partiste
Em A7 D7
Para os braços de outro amor.
G Ab0 D B7
Eu fiquei chorando / Minha mágoa cantando
Em A7 D Gb7
Sou estátua perenal da dor.
 Bm          B7                  Em
Passo os dias soluçando com meu pinho
Gbm
Carpindo a minha dor, sozinho
Bm
Sem esperanças de vê-la jamais
           Bm6             Gbm
Deus tem compaixão deste infeliz
Db7
Porque sofrer assim
Em Gb7
Compadei-vos dos meus ais.
Bm Em
Tua imagem permanece imaculada
Gb7 Bm
Em minha retina cansada / De chorar por teu amor.
  Em                     Bm
Lábios que beijei / Mãos que afaguei
G7 Gb7 Bm
Volta! dá lenitivo à minha dor.

Posted in músicas 1931-40, valsas | Etiquetado: , , | Leave a Comment »