recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    agosto 2019
    S T Q Q S S D
    « maio    
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Twitter

Posts Tagged ‘luiz peixoto’

Maria

Posted by everbc em 13/08/2007

A necessidade urgente de uma música inédita para a peça teatral “Me deixa Ioiê” fez Luiz Peixoto criar os versos deste samba-canção sobre a melodia de “Bahia”, uma composição pouco conhecida de Ary Barroso.
O nome Maria, que muito bem substituiu o do samba original, era uma homenagem à estrela da peça, a bela atriz portuguesa Maria Sampaio, famosa também pelo seu talento. Esforçando-se para impressionar a homenageada, Peixoto caprichou nos versos, sendo Maria uma de suas melhores produções.
Só o início – “Maria, o teu nome principia / na palma da minha mão… – já vale por um poema, e dos bons. Gravado duas vezes por Sílvio Caldas, este samba foi sucesso em 1934 e 1940.

Maria (samba-canção) – 1933 – Luís Peixoto e Ary Barrosoclique para ouvir amostra da música

—-ABbo E7——————— A
Maria ! /——– O teu nome principia
————————GbmB7————————- Bm
Na palma da minha mão / ——E cabe bem direitinho
———–E7———– A Co——- E7E7/5+
Dentro do meu coração——— Maria
A —-Bbo E7 —————————A
Maria / ———-De olhos claros cor do dia
————————-GbmB7———————– Bm
Como os de Nosso Senhor/—– Eu por vê-los tão de perto
E7———————– A Co———– E7—– A7
Fiquei ceguinho de amor————- Maria

D——- A7——-D A7—— —D—- A7—- D
No dia, minha querida, em que juntinhos na vida
——–Ebo—————- A—- Db7—- Gbm
Nós dois nos quisermos bem
——————————-Dbm——– Gbm
A noite em nosso cantinho/ Hei de chamar-te
——–B7
baixinho
——————————–BmE7—- E7/5+
Não hás de ouvir mais ninguém, Maria !

A ——–Bb0 E7————————– A
Maria ! /——————- Era o nome que dizia
———————–Gbm—————————- Bm
Quando aprendi a falar / Da avózinha / Coitadinha
—————E7——– A—- C0 ——-E7—— A7
Que não canso de chorar———– Maria
——-D———- A7—– D A7——- D—— A7——- D
E quando eu morar contigo /—- Tu hás de ver que perigo
——–Eb0—————— A—- Db7—- Gbm
Que isso vai ser, ai, meu Deus
————————-Gbm—— Dbm——- B7
Vai nascer todos os dias uma porção de Marias
————————–Bm—– E7 E7/5+ ——–A F A
De olhinhos da cor do teus, Maria !———– Maria !

Posted in músicas 1931-40 | Etiquetado: | Leave a Comment »

Linda flor

Posted by everbc em 13/08/2007

Além de ser uma bela composição, “Linda Flor” entra para a história da música popular brasileira como o primeiro samba-canção a fazer sucesso. Mas até conquistar a preferência do público, esta composição recebeu três versões de diferentes letristas: a primeira, de Cândido Costa, com o título de “Linda flor”, lançada por Dulce de Almeida na comédia A Verdade do Meio Dia e gravada por Vicente Celestino; a segunda, de Freire Júnior, com o título de Meiga Flor, gravada por Francisco Alves; e a terceira e definitiva, de Luiz Peixoto, cantada por Araci Cortes na revista Miss Brasil e no disco, com o título de Iaiá, mas que se tornou conhecida como Ai, Ioiô.
Na realidade, essa terceira versão só existiu porque Araci rejeitou as anteriores. Como a canção estava no repertório de Miss Brasil, o libretista da peça, Luiz Peixoto, teve de criar às pressas os novos versos, que foram escritos no intervalo de um ensaio, em pleno palco do Teatro Recreio.
Bem feminina, Linda Flor tem entre suas intérpretes algumas deusas da canção brasileira como Isaura Garcia, Elizeth Cardoso, Ângela Maria, Dalva de Oliveira, Zezé Gonzaga e, naturalmente, Araci Cortes, que a popularizou. Como curiosidade, para os que acham que o termo “samba-canção” só surgiu em meados dos anos trinta, reproduzimos uma nota publicada no n° 16, de 30 de março de 1929, da revista Phonoarte: “Yayá (Linda Flor), o samba canção que todos conhecem e que, no último Carnaval, foi um dos seus mais ruidosos sucessos, acha-se impresso pela Casa Vieira Machado”.
Linda flor (samba-canção) – 1929—- clique para ouvir amostra da música
– Henrique Vogeler, Luiz Peixoto e Marques Porto
——–C——— G7—— C
Ai Ioiô, eu nasci pra sofrer
——–G7—— A7 A7/5+——– Dm7 Bb7 Dm6
Fui oiá prá você / Meus oinho fechô
—————–Bb7Dm Bb7 Dm6
E quando os oio eu abri
———–Bb7—– G7
Quis gritá quis fugí
———————–C ———Db0——— Dm—- G7
Mas você não sei porque, você—– me chamou
——–C——— G7—– C
Ai, Ioiô, tenha pena de mim
————G7—— A7—– A7/5+ ——-Dm7 A7 Dm
Meu Senhor do Bon . . .fim pode inté se zangar
Ab————— C—– Bb7
Se Ele um dia sou . . .ber
———–A7 —–D7G7 —-C Fm C
Que você é que é o Ioiô de Iaiá
——————D7————– G
Chorei toda noi . . .te pensei
———–B7———————– E7
Nos beijos de amor que eu te dei
——————Am ———-D7—– G
Ioiô meu benzinho do meu cora . . .ção
——–E7 ——–A7————— D7—– G
Me leva prá casa me deixa mais não
——————D7———- G
Chorei toda noi . . .te pensei
——————–B7—————– E7
Nos beijos de amor que eu te dei
—————–Am ————D7 ———-G
Ioiô meu benzi . . .nho / Do meu cora . . .ção
———E7 ——A7 ——D7——– GCmG
Me leva prá casa me deixa mais não

Posted in músicas 1921-30, samba-cançao | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Casa de caboclo

Posted by everbc em 13/08/2007

Os versos desta canção “Numa casa de caboco / um é pouco / dois é bom / três é demais”, consagraram-se como um verdadeiro dito popular. Este fato, por si só, comprova a grande popularidade alcançada pela composição, que tornou conhecido o seu lançador, o então jovem cantor Gastão Formenti.
Autores de “Casa de Caboclo”, Hekel Tavares e Luiz Peixoto acabaram inspirando, juntamente com Joubert de Carvalho, uma onda de canções sobre motivos sertanejos, que proliferou no final dos anos vinte. Como acontece muitas vezes a músicas de sucesso, houve à época do lançamento quem considerasse “Casa de Caboclo” plágio de um tema de Chiquinha Gonzaga, levando a discussão aos jornais. Daí a informação que figura em algumas de suas regravações: “Canção baseada em motivos de Chiquinha Gonzaga”.
Casa de caboclo – C. Gonzaga, Luiz Peixoto e Heckel Tavaresclique para ouvir amostra da música

(A)——— Gb7——— Bm——— E7
Você tá vendo essa casinha simplesinha
———————–AE7A
Toda branca de sapê
——————————-E—————- B7
Diz que ela véve no abandono não tem dono
—————————E7—- A
E se tem ninguém não vê
————-Gb7——— Bm————— E7
Uma roseira cobre a banda da varanda
————————A—– D
E num pé de cambuçá
————————-A————— E7
Quando o dia se alevanta Virge Santa
———————(A) (E) (A) (Db7) Gbm
Fica assim de sabiá
————————–Db7—————– D7
Deixa falá toda essa gente maldizente
—————————Db7—— Gb7
Bem que tem um moradô
——————————B7 —————-E7
Sabe quem mora dentro dela Zé Gazela
———————-(A) (E) (A) (E) A
O maió dos cantadô
—————-Gb7——- Bm ————–E7
Quando Gazela viu siá Rita tão bonita
———————–A—- E7—- A
Pôs a mão no coração
—————————E—————— B7
Ela pegou não disse nada deu risada
————————–E7—– A
Pondo os oinho no chão
————Gb7———– Bm ————–E7
E se casaram, mas um dia, que agonia
—————————–A ———-D
Quando em casa ele voltou
———————–A—————- E7
Zé Gazela via siá Rita muito aflita
———————-A (E) (A) (Db7) Gbm
Tava lá Mané Sinhô
—————————Db7——————– Gbm
Tem duas cruz entrelaçada bem na estrada
———————–Db7—- Gb7
Escrevero por detrás:
———————–B7—————- E7
“Numa casa de caboclo um é pouco
————————–(A) (E) (A)
Dois é bom, três é demais”

Posted in músicas 1921-30 | Etiquetado: , , | Leave a Comment »