recordando a MPB

História da MPB com biografias, cronologia dos sucessos e músicas cifradas.

  • Postagens

    maio 2017
    S T Q Q S S D
    « maio    
    1234567
    891011121314
    15161718192021
    22232425262728
    293031  
  • Categorias

  • Arquivos

  • Cifrantiga Fotos

    Carmélia Alves, a Rainha do Baião

    Adelaide Chiozzo provoca desastres ...

    Ângela Maria, a Revelação de 1952

    Zé da Conceição

    Minha palhoça

    Juracy

    Gago apaixonado

    Faustina

    Conversa de botequim

    Sobre as músicas que não tocam mais ...

    Mais fotos

Archive for the ‘latinas’ Category

Agustín Lara

Posted by everbc em 27/06/2007

Muitas das canções criadas pelo compositor e poeta mexicano Agustín Lara, como Granada, converteram-se na própria imagem sonora de sua época, tornando seu ator popularíssimo em todo o mundo de cultura latina.
Agustín Lara nasceu em 1900 na Cidade do México. Foi aluno do Colégio Militar, que abandonou para fazer parte, aos 15 anos de idade e como tenente, da guarda pessoal do general revolucionário Francisco Villa. Entre 1920 e 1929, trabalhou como pianista e animador de reuniões sociais, bares e projeções de cinema mudo.
Casou-se com a célebre atriz María Félix e, com o sucesso, sua casa converteu-se em local de reunião de pessoas ligadas à arte e às letras. Sua primeira orquestra, El Son Marabú, contou com duas cantoras excepcionais, Tona la Negra e Ana María Fernández, artífices de sua grande fama.
Lara compôs música e letra de aproximadamente 700 melodias, algumas das quais Granada, Madrid, Valencia, Solamente una vez e María Bonita, alcançaram êxito internacional. Foi também autor de uma opereta, El pájaro de oro. Participou de cerca de trinta filmes. Agustín Lara faleceu na Cidade do México em 6 de novembro de 1970.
Algumas músicas

Posted in bolero, internacional, latinas, pianista | Etiquetado: | Leave a Comment »

Armando Manzanero

Posted by everbc em 27/06/2007

Armando Manzanero nasceu na cidade de Mérida, Yucatán, região do sudeste mexicano, em 7 de dezembro de 1935. Iniciou seus estudos de música aos 8 anos de idade, na Escola de Belas Artes de Mérida, completando sua formação musical na Cidade do México com Rafael de Paz e José Sabre Marroquín.
Começa sua profissão como pianista em 1951. Em 1957 muda-se definitivamente para a Cidade do México como promotor musical da EMMI e como diretor musical da CBS Internacional, onde produz discos para diversos artistas como La Sonora Santanera e Sonia López. Converte-se em um pianista de grandes artistas como Pedro Vargas, Lucho Gatica, Carmela e Rafael, Luis, Demetrio e Daniel Riolobos, entre outros. Sua primeira canção “Nunca en el Mundo” data de 1950, com a qual se realizaram 21 versões em vários países.
Em 1957, Boby Capo grava “Llorando Estoy”, e ao mesmo tempo, Lucho Gatica faz o mesmo com uma de suas mais conhecidas canções,”Voy a apagar la luz“. Com estas melodias começa a ser reconhecido como compositor internacional. Em 1959, com o apoio de Rafael de Paz, grava seu primeiro disco com melodias de sua autoria.
No início da década de 60 conhece a cantora Angélica María, com quem produz vários discos e músicas para o cinema. Em 1969 Carlos Lico coloca sua balada “No” em primeiro lugar nas listas de popularidade em toda a América Latina. É também nesse ano que produz um disco em dueto com José Alfredo Jiménez.
Desde o início, como pianista, Armando Manzanero acumulou prestígio como autor e cantor, apresentando-se em diversos lugares da América, Europa e Ásia, assim como importantes centros noturnos, hotéis e teatros entre os quais se destacaram: “Lincoln Center” de Nova York, “Memorial” em São Paulo, Brasil, “Canecão”, Rio de Janeiro, Brasil, “Teatro Colón”, Argentina, no “Madison Square Garden” em Nova York, no “Sport Arena” na Califórnia, no “Teatro Colsubsidio” em Bogotá, Colômbia, no “Teatro Teresa Carreño” em Caracas, Venezuela, no “Teatro Metropolitan”, no “Auditorio Nacional” e a “Sala Netzahualcóyotl” no México.
Manzanero escreveu mais de 400 canções, das quais mais de de 50 obtiveram fama internacional, como Esta tarde vi llover, Adoro, No, Contigo aprendí, Cuando estoy contigo, Señor amor, Como yo te amé, No se tú, Parece que fue ayer, Te extraño, Voy a apagar la luz, El ciego, Felicidad, Yo te recuerdo, entre outras.
Participou de numerosos programas de rádio e televisão, gravou mais de 30 discos e musicou vários filmes. Em sua carreira realizou produções para diversos artistas como Amaya, Diango, María Conchita Alonzo,Manuella Torres, destacando-se o disco “Romance” e a co-produção do “Romance II” de Luis Miguel.
Atualmente é vice-presidente da Sociedad de Autores y Compositores de Música de México (SACM) e continua seu trabalho como compositor, produtor e intérprete, sendo o único artista mexicano com uma trajetória ininterrupta.

Algumas músicas

Posted in bolero, internacional, latinas | Etiquetado: | Leave a Comment »

Boleros inesquecíveis

Posted by everbc em 27/06/2007

Houve uma época em que se cantava, dançava e praticamente só se respirava o bolero. Esse gênero romântico, de tantas paixões, invadiu vários países, inclusive o Brasil, influenciando a nossa querida MPB. Com certeza esse período já passou faz muito tempo.
Esse ritmo é tão real como a própria vida porque encerra carinho, loucura e paixão, que é fundamental para muitos. Para relembrarmos tão lindo gênero musical, ousei elaborar esta página.
Quase quatro centenas de boleros que marcaram época pela sua beleza e estilo foram compilados e cifrados para o violão. Muitos estão sem cifras ou incompletos, ou, talvez, melodicamente errados. Mas, aos poucos, estou corrigindo as canções e ajustando a página.
Já estão publicadas as biografias, letras e músicas cifradas de vários representantes do gênero como: Agustín Lara (México), Altemar Dutra (Brasil), Armando Manzanero (México), Consuelo Velázquez (México), Gregorio Barrios (Argentina), Lucho Gatica (Chile), Luis Miguel (México), Mario Clavell (Argentina), Rafael Hernández (Porto Rico), Roberto Yanés (Argentina), Trío los Panchos (México) e Trio Yrakitan (Brasil).
Agradeço a todos que contribuíram para atualização desta página, principalmente ao Dr. Enrique Crispin Insaurralde Costa que nos presenteou com mais de 300 boleros. Copiem e cantem os canções que mais gostarem. Muito obrigado pela sua visita! (Everaldo José dos Santos / Itajaí -SC -Brasil, 03/11/2003).
Alguns canções cifradas e letras de bolero



Posted in artigo, bolero, internacional, latinas | Etiquetado: | Leave a Comment »